Qualificando Relações

Dependência Química - os cuidados para evitar a recaída

  • Qui, 22 de Dezembro de 2016

    As festas de final de ano estão chegando o que, para as familias com dependência quimica, pode ser um sinal de que o cuidado pode ser o melhor presente. O CEFI, por meio do Núcleo Integração, conta com uma equipe especializada, pronta para prestar atendimento e sugere:

    PARA O DEPENDENTE QUÍMICO
    Procure evitar:
    * Brindes, mesmo que com bebidas sem álcool;
    * Energéticos são estimulantes e portanto devem ser evitados;
    * Comidas e sobremesas que contenham álcool;
    * Sair de casa sem se alimentar, mesmo que seja para comer na festa. A fome pode ser mais um estímulo para recaídas;
    * Faltar ao tratamento, se estiver fazendo, e às reuniões de grupos.
    * Se tiver de ir numa confraternização do trabalho, aplicar e estratégia dos 4 "S":
    Surgir no local da festa
    Saudar os colegas
    Sorrir para todos, de preferência, sempre com um copo de água na mão
    Sair discretamente, pois quanto mais tempo se fica, mais exposto aos riscos.
    LEMBRE-SE: Dependência Química não tem cura. O tratamento baseia-se em evitar o primeiro gole, independentemente da substância de preferência, pois o álcool é porta de entrada para usar outras drogas.

    PARA A FAMÍLIA QUE TEM UM PARENTE DEPENDENTE QUÍMICO:
    * Não insistir para que o dependente químico em recuperação fique até o final da festa
    * Ter a consciência de que é um período difícil para o dependente químico e dar abertura para que ele, se quiser, fale sobre sua vontade de usar
    * Criar maneiras de se divertir sem precisar usar substâncias
    * Lembrar que os adultos são modelo para as crianças e adolescentes. A maioria dos dependentes químicos iniciou seu uso com álcool e em casa
    * É ilegal menor de idade usar álcool, mesmo que esteja com sua família
    Desejamos um Natal alegre, com muito amor e um 2017 de vida recuperada, transformada!