Qualificando Relações

Cuidado: no período de festas é comum o dependente químico sofrer recaídas

  • Qua, 30 de Dezembro de 2015

    Nossa sociedade faz uma apologia ao uso de substâncias psicoativas, principalmente nas festas de final de ano, como se o prazer e a diversão dependesse do grau de intoxicação das pessoas. Para quem tem problemas com uso de álcool ou outras drogas é um período de alto risco.
    Diante disso, há alguns cuidados que o dependente químico e sua família podem tomar para evitar a recaída e/ou uma intoxicação maior.

     

    Seguem algumas dicas para o dependente químico e também para seus familiares:

     

    1) Para um dependente químico em tratamento:

    - participar de uma reunião de AA / NA na noite ou véspera da festa;
    - não ficar de estômago vazio;
    - usar antietanol;
    - comer doce;
    - manter sempre um copo com refrigerante, água ou suco na mão e brindar com ele.

     

    2) Para aqueles que têm de ir a eventos de seu trabalho ou outro grupo importante, uma boa dica é usar a técnica dos 4 Ss:

    1º S: Surgir no evento num momento em que já iniciou, para não ter de ficar muito tempo esperando a festa começar;
    2º S: Saudar as pessoas, os chefes, colegas de trabalho para que os outros vejam sua participação e valorização no evento da empresa;
    3º S: Sorrir, conversar, procurar por momentos agradáveis com os colegas;
    4º S: Sair discretamente, antes que as pessoas comecem a ficar alcoolizadas e a festa passe para um clima de agitação.

     

    3) Para a família do dependente químico:

    -refletir sobre a necessidade do excesso de álcool nas festas;
    -entender que é um momento de muita exposição para o dependente químico;
    -se o dependente químico quiser se retirar da festa, respeitar, entendendo que não é algo contra a família, mas uma forma de proteção diante dos estímulos de uso;
    -pais são exemplo para os filhos.

     

    Por fim, num primeiro momento, pode parecer desagradável ter estes cuidados, mas a capacidade de viver baseia-se na habilidade de tolerar frustrações e seguir adiante. Ao tolerar insatisfações, adquire-se força para o processo chamado viver, de forma sadia.

     

    CEFI Integração deseja um Feliz Natal e um Ano Novo com muita saúde!